O Município

Conheça a História de Tanquinho

Muritiba - Bahia
Muritiba - Bahia
Muritiba - Bahia

O Monte da Emancipação, nome que lhe foi batizado quando da emancipação política do município em 1958. Quando tropeiros acampavam-se junto ao “Tanque do Gonzaga”. Diziam: Vamos nos reunir no pé da serra, junto ao “tanquinho” pós teriam achado outro manancial de água doce junto ao monte, mais o tempo foi passando e começaram a surgir as primeiras casas, primeiro de taipas e depois de adobes e por volta de 1870 já haviam cerca de 15 casas em 28 de julho de 1870, o povoado começou a desenvolver passando depois a distrito de Feira de Santana, do qual se desmembrou, tornando-se Município de Tanquinho pela Lei Estadual 1019 de 14 de Agosto de 1958, indo-se instalar a 07 de Abril de 1959.

Ao se torna cidade Tanquinho começa sua jornada em busca do seu desenvolvimento, para isso seu povo necessita de cultura e educação, conhecer sua história e com isso busca seu espaço diante de outras cidades. Novas tecnologias, lideranças locais, órgãos públicos voltados ao povo daquela localidade. Aí é que a educação de Tanquinho começa a sua transformação. As escolas são ampliadas, seus alunos possuem uma identidade local, seus professores são reciclados de forma direta e especifica, sua história é reconhecida, os valores e as conquistas são feitos voltado a uma só direção o desenvolvimento administrativo, econômico, social e educacional desta cidade que à pouco tempo pertencia ao desenvolvimento de outra, tendo seus recursos repartidos.

Com a sua emancipação Tanquinho possui agora status de cidade recebendo verbas não só locais mais estaduais e federais. Todas essas mudanças só poderiam ser concebidas através do processo de emancipação dessa cidade por isso a educação de Tanquinho só veio a ganhar. Projetos de infocentros destinados ao aluno de Tanquinho são convênios e parcerias com órgãos públicos dando a esses alunos a possibilidade de interagir com o mundo e se informatizar. A parceria com o poder público, ONGs e órgãos privados são mais constantes e direcionados ao povo tanquinhense. Toda família que possuía crianças fora do convívio escolar, são cadastrados e beneficiados com incentivo a matrícula do seu filho tendo agora uma fiscalização mais centralizada e dedicada ao povo tanquinhense.

A emancipação de Tanquinho só veio a acrescentar e embelezar mais sua estrutura, seu povo pode agora reivindicar seus direitos e colocar em prática seus deveres de cidadãos, favorecendo na construção da identidade cidadã da comunidade. Como disse Jean Piaget com o conceito de esquema de ação onde mostrou como as atitudes dos indivíduos sobre o meio são o motor da aquisição de conhecimento, isso mudou significativamente a maneira de agir do povo dessa cidade. Pois agora possuem uma prefeitura, câmera de vereadores e uma secretaria de educação destinada ao melhoramento da educação desta cidade. Cidade que tanto tem a oferecer a seu povo e ao mundo.



ÁREA: 209,026 km²
POPULAÇÃO: A População Total do Município era de 8 008 de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE (2010).
ALTITUDE: 240 m
MESORREGIÃO: Centro Norte Baiano IBGE/20081
MICRORREGIÃO: Feira de Santana IBGE/20081
MUNICÍPIOS LIMÍTROFES: Amélia Rodrigues, Coração de Maria, Santo Amaro, Feira de Santana, Terra Nova e Teodoro Sampaio.
DISTÂNCIA ATÉ A CAPITAL: 150 km

Informações Geográficas

Sua população estimada em 2013 era de 8.510 habitantes. Fica a cerca de 150 km do município de Salvador e em torno de apenas 36 km do município de Feira de Santana. Tem como principal via de acesso, a BR-324, partindo de Feira de Santana ou de Riachão do Jacuípe, pela direção contrária e a BA-411, uma outra via que tem como próximos os municípios de Candeal a 19 km e Ichu a 30 km.

Tanquinho é muito almejada por pessoas que apreciam turismo ecológico, dos diversos morros e colinas que compõem seu território, o Monte da Emancipação, nome que lhe foi batizado quando da emancipação política do município em 1958, situado às margens da rodovia BR-324 é, sem dúvida, a mais bela elevação rochosa do seu reduto.

O minadouro é um manancial de água potável que historicamente foi o responsável pelo nome do município é outra beleza natural, constituída de um verdadeiro tanque em estruturas rústicas que faz minar água do solo rochoso da região.


Área total:219,849 km²
População total (IBGE/2013): 8 510 hab.
Densidade: 38,7 hab./km²
Clima: Semiárido
Altitude: 240 m
Fuso horário: Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 44160-000
Fundação: 14 de agosto de 1958
Gentílico: tanquinhense

Hino

Tanquinhenses, cantai gloriosos
O triunfo que tanto enobrece
Conservai vossa glória ardorosos
Quem subiu com nobreza não desce.


De luta em luta viveis
No trabalho nobremente!
No respeito às pátrias leis
Sois modelo refulgente.


Liberdade, ideal sacrossanto
Como o sol vos brilhou benfazeja
Sobre vós desfraldou o seu manto
Qual troféu de renhida peleja.


É maior vossa glória decerto
Porque grandes esforços custou
Ao bom filho que sempre desperto
A lembrança do berço guardou.


De vitória em vitória fizestes
A grandeza da terra e do povo
Sob as bênçãos constantes celestes
Exultai cada dia de novo.


Território pequeno se tem
Ó Tanquinho é viveiro fecundo
De homens fortes prestantes de bem
Tem grandeza a melhor deste mundo.


Ó Tanquinho cultiva a memória
De Maria Quitéria a heroína.
Que seu nome enriquece de glória
E civismo a teus filhos ensina.